Saudade

Março 21, 2009

“Saudades, só portugueses
Conseguem senti-las bem
Porque têm essa palavra
Para dizer que as tem”
Fernando Pessoa

 

Após um longo tempo sem escrever aqui (confesso que já estava sentindo falta), voltamos agora a colocar algumas palavras. Começamos 2009 com um fragmento de Fernando Pessoa que tem muito a ver com esse tempo sem escrever.

 

Em uma livraria no centro do Rio de Janeiro foi feito um concurso para eleger a palavra mais bonita da língua portuguesa. Na primeira etapa foram sugeridas mais de 400 palavras para constarem na lista de votação. Após 3500 votos, colocados em uma urna dentro da livraria, a palavra SAUDADE foi eleita com maioria esmagadora.

 

Acredito que o resultado assim se deu por conta de sabermos que a saudade que sentimos não é sentida em nenhum outro lugar do mundo. A saudade dos norte americanos (“I miss you”) passa longe do verdadeiro sentimento que possui a nossa. Apenas nós sabemos o que é senti-la. SAUDADE não tem tradução, tanto do português pra qualquer outra língua quanto do nosso coração para nossa vida concreta.

 

Só sente saudade aquele que ama, ou aquele que, em algum instante da vida, pôde vivenciar esse sentimento. Porque saudade pressupõe bons momentos, alegria, vontade de voltar no tempo e reviver aquilo que passou, sentimentos esses que o amor está cheio. Quando se ama o que se faz, natural e nostalgicamente (com a permissão do neologismo), sentimos vontade de retornar e aproveitar de novo. Sentimos saudades de pessoas, de uma boa comida, saudade de um lugar onde nos sentimos em paz, de uma etapa de nossa vida. Enfim, sentimos saudades daquilo do que realmente valeu a pena, que realmente amamos, a ponto desse amor deixar resquícios indeléveis em nossa memória.

 

Como materializá-la? Como transferir do nosso interior um sentimento que mal conseguimos explicar o porquê, o como e o quanto sentimos? Não existem maneiras de traduzir em nossas vidas exteriores o sentido que a saudade assume dentro de nossos corações. Saudade dói, muitas vezes aperta, machuca, derruba. No entanto, meus caros, permitam-se sentir saudades porque só assim saberão o que valeu a pena, o que de fato foi importante e que vocês amaram.

 

Que tenhamos um ótimo 2009 (atrasado, não?!), repleto de bons momentos que nos tragam saudades, pois a medida da saudade que sentimos é a medido do amor que tivemos.

Anúncios

Uma resposta to “Saudade”

  1. Diogo Says:

    Very Goooooooood!!!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: